.

.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

AS LATINHAS DE BISCOITOS AYMORÉ, PIRAQUÊ, DUCHEN E SÃO LUIS.

Sempre fui um “papa-biscoito” assumido. Até hoje não posso ver um pacotinho por perto que logo encosto sem o menor pudor. Culpa? Nunca tive. Colesterol alto? Sempre vou ter... Mas isso é uma outra história. Ahhh! Desde que me entendo por gente que devoro todo tipo de biscoitos. E qual a criança que não gosta de biscoito? Vai me dizer que nunca ficou deitado no sofá da sala vendo televisão e comendo Biscoitos? Ora, ora! No meu tempo já era assim meu bem... É certo que ainda não existiam biscoitos recheados de "mousse de limão" e/ou "delícia de abacaxi", comíamos mesmo eram os biscoitos “maria” como se estivéssemos degustando amanteigados dinamarqueses. Delícia!!! Mas lá em casa, quando o meu pai e meus tios viajavam, eles traziam para minha avó e para minha mãe, belíssimas latas de biscoitos Aymoré, Piraquê, Duchen e São Luis. Era uma festa só...
Lembro como se fosse hoje meu pai chegando de viagem e entregando pra minha mãe aquelas belíssimas latas, todas abarrotadas de biscoitos... E não adiantava insistir, elas só seriam abertas no final de semana. 
E quando minha mãe abria a lata... Hummmmmm! Aquele cheirinho de manteiga invadia a cozinha. Os biscoitos vinham bem arrumadinhos e distribuídos em forminhas de seda sanfonadas. Nossa! E o sabor? Maravilhoso... Uma pena que esses biscoitos durassem tão pouco dentro da lata (rs!). E quando as latas ficavam vazias, minha mãe as utilizava para outros fins. 
E mais, quando essas latas ficavam velhinhas, velhinhas... Minha mãe nos dava para guardar as nossas catrevagens. Ô Deus! E num é que bateu uma saudade danada daquele tempo, do tempo da meninice.
Lata de biscoito Duchen.
Lata de biscoito Piraquê.
Lata de biscoito Petybon.
Lata de biscoito São Luiz.
Lata de biscoito Bauducco.
Minha irmã possuía uma latinha - exatamente - igual a essa.
Existiam também as latinhas de biscoito no formato lancheira... Lindas não?
O sonho de minha irmã mais velha era possuir uma dessas lancheiras. Mas como morávamos distante da capital, ficava difícil ter uma. Era raro aparecer em nossa cidade novidades assim...  Restou apenas o desejo.
Latinha de biscoito Piraquê no formato de Caixinha de Costura... Saudades da minha avó Maria !
Lata/Lancheira da Piraquê. Anos 60.
E os Biscoitos Sortidos que vinham super “empacotadinhos” em caixas? Esses também eram deliciosos... E bem mais baratos que os das latinhas. Eu, igual a toda criança gulosa, passava a tarde inteira comendo esses biscoitos. Existiam (e acho que ainda existem!) diversas marcas que se intitulam assim: Biscoitos Sortidos! Esse tipo de “Biscoitos Sortidos” em caixa (amanteigados ou não) começou a ser comercializado nos antigos cafés, bem como, nas antigas padarias e/ou confeitarias, lá pelos idos de 1800. E daí não parou mais...
E o nosso tão popular biscoito Maria chamava-se anteriormente biscoito "Marie"... Somente no final dos anos 50 é que abrasileiraram o nome, passando a se chamar biscoito "Maria".
O biscoito "Marie" da Aymoré.
O biscoito Cream Cracker não conseguiu a nacionalidade brasileira (rs!). Nasceu Cream Cracker e acho que vai morrer Cream Cracker aqui no Brasil.
A empresa Confiança foi fundada em meados de 1875, e até 1940 chamava-se Gomes e Companhia. A partir da década de 40 a empresa mudou de nome e passou a se chamar Companhia Produtos Confiança. Fazendo surgir o carro chefe da empresa: Os Biscoitos Sortidos Confiança. Na sua embalagem vinha o “clássico rótulo” criado pelo artista plástico pernambucano, Lula Cardoso Ayres.
Gente! Eu cresci lanchando biscoitos Sortidos Confiança. Para mim esses biscoitos têm o sabor da nossa infância... Pelo menos da infância das crianças daqui, do nordeste brasileiro. Eu lembro que abria a caixa e me deparava com 05 tipos diferentes de biscoitos: Maria, Chocolate, Leite, Sequilho e – apenas - dois biscoitos Champagne (nunca entendi o porquê de vir apenas duas míseras unidades...). Eu acho que era só para promover brigas entre eu e meus irmãos... Ou será que o biscoito “champangne” levava em sua receita algumas taças de um legitimo Dom Pérignon?  Vai saber...
Estes foram (e ainda são!) os biscoitos que embalaram minha infância: Maria, Maizena, Champangne, Leite, Waffer e Cream Cracker... Ainda encontramos esses biscoitos nas prateleiras dos supermercados, mas não com o sabor de antigamente... 
Tinha também os amanteigados, os sequilhos e os recheados, que só existiam nos sabores chocolate e morango. Lembro de um outro biscoito chamado "Brasília" (rótulo azul) e Wembley (rótulo xadrez) da fábrica de biscoitos  "Pilar". Por onde será que andam esses sabores??? Pois é, nem o tempo há de nos dizer. E dessa história toda só nos sobrou a saudade... Saudade do sabor dos biscoitos da nossa infância. De agora em diante e para todo sempre... Ah! Um pouquinho de biscoito para o meu coração, por favor.

18 comentários:

Marcelo Bonavides de Castro disse...

Vez ou outra falo dos biscoitos Aymoré, fiquei com algumas caixas que eram da minha avó e sempre encontro propagandas em revistas antigas.
Ainda gosto de comprar uma bela caixa/lata de biscoitos e saborear. Cada um é uma surpresa gostosa.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Caraca! Minha casa era cheia destas latas e caixas ... eu adorava os Biscoitos Duchen!

Ana Cristina Caldatto disse...

vim correndo devorar sua postagem com olhos!
amei
amo latinhas antigas e tenho algumas de suas fotos acima!!!
feliz postagem!

As Tertulías disse...

Voce é incrível, talentoso e ...um danadinho. Desencavucar coisas como bicoitos Aymoré, Piraque e todas aquelas lindas latas de bisocito da MINHA infancia!!!!!! Obrigado queridao!!!!!!!! Linda postagem para enfeitar o teu mais do que lindo Blog!!!!!

Claudinha ੴ disse...

Ah, mas há quanto tempo não venho aqui! E chego bem em tempo de ver minhas delícias de biscoitos da infância, as latinhas que meu avô trazia do Rio e eu fazia de merendeira... Adorei a lembrança! Um post de saudade concreta de biscoito Maria cheio de furinhos sendo apertados uns aos outros com manteiga que saía pelos buraquinhos... Ahhhh que saudade! BJ

maray disse...

adorei as latas! Na casa dos meus pais, era minha avó quem as ganhava. ela fazia crochê e punha lá as linhas e agulhas. Depois, com o tempo e com ela fazendo menos crochê, acabou dando às latas outro fim e daí passou a usar as caixinhas de madeira do catupiry pra por as poucas linhas que usava. Não gosto de bolachas nem biscoitos, mas a lembrança da minha avó é uma delícia!!

Anônimo disse...

Nossa, eu comi demais esses biscoitos da Caixa sortidos. era sempre uma briga com as 2 unidades de champagne.
No fim, tinhamos que abrir a caixa e dividir todas as unidades iguais para todo. sempre acabava num cabaré!hauhauahua Adoravaaa...!!!

Francisco disse...

Caro Marcos!
Estive fora da blogosfera por um bom tempo, e sinto o quanto perdi não lendo suas maravilhosas publicações!
Voltei, e me deparo com essas lembranças das latas de biscoitos.
Lembro que guardava meu time de botões em uma redonda da Aymoré.
É pena que hoje em dia, só encontramos a venda latas de biscoitos importados, pois a poderosa Nestlé absorveu quase todas as marcas, e resolveu baratear os custos, usando os pacotinhos sem graça alguma. Paciência...!
Um grande abraço!

Fernanda Villas disse...

Brasília e Wembley...puxa, fizeram parte da minha infância e eu nem lembrava mais! Lendo o seu texto parece até que senti o cheiro, o sabor...Obrigada!

Silmara Oliveira disse...

muito mas muito lindo seu blog e já estou seguindo vc..um abraço
http://silmaraarteira.blogspot.com.br/

Edna Miranda disse...

Eu cresci comendo biscoitos sortidos e levando para o lanche da escola... Gente... estou chorando de saudade !!! Vou seguir sempre este blog...

obrigada
Edna

Lia/floripa disse...

Tenho uma tipo 'malinha' com estampas vem nacionalistas, bem brasileira.Tenho ciúmes terríveis nas minhas tralhas rsrs. Tenho até uma aliança da campanha 'dei ouro para o bem do Brasil'.

Sinto pena de pensar que vão pro lixo quando eu morrer.

Anônimo disse...

Olá! Gostei muito das latas de biscoito. Estou procurando uma muito específica para dar à minha irmã.Faz parte de um processo de cura interior. Você já viu por acasa uma lata de biscoito em forma de trenzinho!? Ela podia ser usada também como lancheira. Dve ser de 1965/66. Abraços.Obrigado.
ondamoreon@hotmail.com

Nadja disse...

Que saudade dessas antigas latas de biscoitos!
Menino, vim aqui pedir autorização para capturar algumas das imagens que você postou a respeito das latas de biscoitos...
Explico:
Faço parte do seu espaço faz tempo, sou nostálgica e tenho um blog voltado para Reciclagem e tudo o que curto.
Como sou cacarequeira de rua (cato o que encontro de interessante, não importa aonde), dias atrás, encontrei 01 latinha bem antiga de biscoitos São Luis, jogada fora.
Lavei a bichinha e desejo mostrar no meu espaço.
Porém, gostaria de mostrar outras latinhas dessa época e vi que você postou algumas imagens aqui.
Olha, se você autorizar, postarei e darei crédito, é claro!
Farei a propaganda...rsrsrs
Aguardo sua resposta!
Meu blog é o Cacareco's:

http://nadja-cacarecos.blogspot.com.br/

Vou aguardar, tá? Grata!

Abraços

Nadja disse...

Voltando...

A latinha que encontrei é do tipo lancheira...
Nem te conto o que já encontrei jogado fora, viu?
Até Deus duvida!

Abraços

Adelson Moura disse...

Bom seria conseguir as fotos dos biscoitos Brasília e Wenbley da Pilar.

Adelson Moura disse...

Bom seria conseguir as fotos dos biscoitos brasilia e wembley da Pilar.

Anônimo disse...

Meus pais trabalharam na fabrica da Aymore na Barra Funda, onde hj é o Wallmart e me recordo bem que nos sábados ele trazia os pacotes de biscoitos que quebravam durante a manipulação e eram vendidos para os funcionários. Tinha dois tipos os doces e salgados. Fresquinhos e crocantes.... era uma festa.

Gilson Gomes