.

.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

MEU "CAMARADA" SUJISMUNDO.

Desde os tempos de menino que escuto falar: Lugar de lixo é no lixo... E sabe quem reforçou essa idéia no meu juízo (que por sinal - na época - era quase nenhum...) foi o meu camarada SUJISMUNDO! Digo “meu camarada” porque sempre o percebi assim... E quer saber? Eu confesso: Sentia um profundo carinho por ele. E acredito que outras crianças da época também sentiram a mesma coisa que eu. O SUJISMUNDO tornou-se um ícone nacional e sua popularidade quase pôs em risco a eficácia da campanha educativa: “POVO DESENVOLVIDO É POVO LIMPO”. Chegou-se a pensar que sua fama poderia incentivar a sujeira em vez de combatê-la. A tal campanha promovida pelo Governo Federal em tempos de ditadura foi a coisa mais "engraçadinha” que fizeram. Os “Generais” nunca imaginaram que um sujeito “politicamente incorreto” como aquele, fosse agradar tanto. E principalmente ser chamado de “camarada” pelas criancinhas... Acho que foi por isso que a campanha saiu do ar. Agradou demais “o povo”... E a possibilidade de qualquer semelhança com o “subversivo” não era mera coincidência para eles. Saudades do meu CAMARADA Sujismundo!!!!

O Sujismundo Foi criado pelo animador e quadrinista Ruy Perotti Barbosa e apareceu em comerciais produzidos entre 1971 e 1972. O Sujismundo era um sujeito desligadão mes-mo... Não respeitava ninguém e muito menos as regras. Jogava tudo quanto era coisa na calçada, no chão do escritório, na areia da praia... Enfim, um transgressor da limpeza pública e da higiene corporal. Sua “careca” vivia rodeada por mosquitos devido ao mau cheiro que emanava de seu corpo. Ele era assim mesmo, pouco se importando com o asseio pessoal. Eu achava o Sujismundo o máximo. E toda vez que tocava sua musiquinha nos intervalos da TV, eu corria para vê-lo. Cheguei a decorar a fala do narrador que contava suas aventuras na praia, no escritório, na rua...

A propaganda dele na praia dizia mais ou menos assim:

“Domingo de sol. Lá vai Sujismundo com a família em direção à praia. Nosso amigo continua o mesmo, deixando por onde passa a mancha de sua presença. A praia, o sol, o mar, muita gente. Sujismundo adora se cobrir de areia e começa a cavar. Faz o que quer, não respeitando ninguém. Madame Sujismundo já tomou o seu banho e não encontra o marido na hora de voltar para casa. Ora madame, não se preocupe. Depois de esparramar tanto lixo ele só pode estar aí. Aprenda Sujismundo: Povo desenvolvido é povo limpo”.

E a do escritório:
“Eis de novo o Sujismundo. Esta vez chegando ao escritório para mais um dia de trabalho. Sujismundo está longe de ser um exemplo de limpeza. Não se importa com o bem-estar dos companheiros. Tapete, móveis e paredes não merecem o cuidado do Sujismundo. Se alguma coisa se torna inútil, ele joga fora, caia onde cair. Êpa! Seria bom que Sujismundo se preocupasse, pelo menos, com isso. Felizmente Sujismundo não perdeu o emprego. Mas vejam só o vexame que lhe impôs o diretor. Quando irá nosso amigo aprender que povo desenvolvido é povo limpo?.

30 comentários:

Dan disse...

Oi Carissímo Camarada Dottha,

Grande lembrança, Sujismundo também me acompanhou pela infância e adolescencia. Lembro que só se comentava dele na escola.

Abraços

Dani disse...

Bom, não é "do meu tempo", mas pelo que vejo, Sujismundo conquistou muitos fãs, mesmo fazendo campanha ao contrário... rs

Abs!

Oliver Pickwick disse...

Camarada Dottha, tenho certeza de que esta personagem carismática era o camaradas de todos nós, crianças daquela época.
O curioso é que a sujeira é geradora de personagens simpáticas, como o Cascão, de Maurício de Souza.
Não lembrava mais do Sujismundo, agradeço-lhe por reavivá-lo na memória.
Um abraço!

Jôka P. disse...

Olha o Sugismundo aí, genteee ! Caramba, esse é TOTALMENTE do meu tempo !
Lembroo de outra animação em publicidade da TV que me marcou muito: A baratinha Iáiá, que se vestia de carmem miranda e era morta sem piedade por uma borrifada de Raid... tadinha!

Lusa Vilar disse...

Oi amigo,

Acho que Sujismundo sumiu envergonhado. Nosso povo, infelizmente, ainda continua desrespeitando a natureza, joga lixo no chão sem a menor cerimônia. Eu me lembro de Leo, meu filho, quando tinha apenas 3 aninhos ficou rodopiando dentro de uma farmácia, ele procurava aonde colocar o papel de um chiclete que havia aberto para chupar. Minutos depois dirigiu-se ao moço do balcão e perguntou: Cadê o lixo? O rapaz ficou boqueaberto, por não se tratar de uma atitude muito comum de uma criança de apenas 3 anos. Precisamos urgentemente da volta de Sujismundo, essa figurinha simpática que passou mensagens tão importantes, precisamente neste momento que descobrimos o sofrimento do planeta. bjs

Marco disse...

Grande Marcão,
Acho que o Sujismundo saiu de circulação não por ser uma campanha do tempo da ditadura, mas porque o povo virou Sujismundo, infelizmente. Quanta gente foi apelidada de Sujismundo... Hoje, vejo com tristeza pessoas jogando lixo nas ruas e se você reclamar elas querem até briga, porque acham uma coisa normal tratar a cidade como lixeira. O personagem Sujismundo, como o torcedor Pacheco da Gillete, como o bonequinho azul do cotonete, como o arrozinho Brejeiro, são inesquecíveis e já fazem parte das antigas ternuras de toda uma geração.
Mandou bem, Marcão, como sempre.
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Graça disse...

Que saudade do 'Sugis'...
Era assim que a gente brincava de chamar um colega ou uma colega que se emporcalhasse com o recheio do salgadinho, vendido no recreio da escola!!
Bons tempos!
Foi ótimo recordar toda essa publicidade: ele na praia, ele no escritório...
Uma delícia, realmente!

b disse...

Dá licença de eu ser politicamente incorreta?
Na cidade onde moro, trabalho, pago impostos, está acontecendo a terceirização da compania que cuida da limpeza de ruas e etc...e tal ato, está custando uma fábula aos cofres da cidade que está aquém do mínimo em educação, saúde, urbanização, e por aí vai.
Eu era comportada mas quando soube da falcatrua e do dinheiro público escorrendo através dessa terceirização, passei a jogar papelzinho (por enquanto pequenino), cigarro, o que eu posso na rua.
Um protesto sujo e/ou desobediência civil sei lá...
Sugismunda na Cidade Imperial, que se transformou na cidade do lixo mais caro do mundo.
Tô apenas colaborando...

Nana Oliveira disse...

Que bom lembrar desse personagem que tanto encantou as crianças nessa época. Lembro demais dele e do Sujismundinho...

Ira Buscacio disse...

Olá,

Tremenda sacação publicitária!

Essa identidade com a criançada é mais que natural...
Que criança não fugiu de um banho... tinha aqueles que abriam o chuveiro e molhaqvam os cabelos, só pra dizer que tomaram banho... bom demais! criatividade infantil.

por isso o sucesso desses caras: sujismundo, cascão e outros mambembes.
Adorei! bjão

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

Pati Araújo disse...

Oi Dhotta,

Passa lá no blog... tem uma indicação para você.

Beijos e excelente semana!!!

Lua A. Moseley disse...

Oi Dhotta!
Eu sou fã do seu Blog cara! minha mãe (a Pati Araújo) sempre lê as postagens pra mim, e a gente ri muito! algumas coisas que você fala eu meio que conheço, de nome ou porque sobreviveu até os anos 80. Eu nasci na década de 90 mas leio muitas revistas Disney de 85, 86 que eram do meu pai.
A boneca Dirminhoca parece uma boneca que tive lá pelos 5 anos, ela era muuuito feia, assustava minha tia quando ela andava no escuro no apartamento, a gente chamava ela de "noiva de Chuck" UDHSUDHUSHDUSHDUSHHDUSAHHDUSHDUHSUA

Abraços,
Lua

Chica disse...

Puxa, que coisa boa rever esse nosso amigão, tão querido! Adorei. Vim conhecer teu blog e vou ficar freguesa...abraço,chica

tertulías disse...

Ah, eu me lembro muitíssimo bem dele... é "do meu tempo", só é...viu? Tem um "anciao" seguindo seu Blog! He he!
Lembro-me também da baratinha que Joka mencionou (só nos mesmo, né Joka?) - nao foi ela a causadora quase da falencia da firma que fazia aqueles "Sprays"? As criancas davam "Show" no supermercado quando as maes íam comprar o tal do mata-baratas... é, o mundo da publicidade é realmente cheio das surpresas! E eu so FA da publicidade brasileira - como a "emergencia" (falt de verba) desenvolve a criatividde! Um fenomeno!

Dilberto L. Rosa disse...

Que lembrança sujamente gostosa: bons tempos de inocência... Não sou exatamente desse tempo, mas conheço bem esse ótimo personagem! Abração!

cristinasiqueira disse...

Oi Dhota,

Vim matar as saudades e encontrei o SUJISMUNDO,que figura!
Tinha que surgir de novo agora em adesivos para pregar nos próprios sujinhos,na testa.
Vou voltar para ler a dorminhoca.

Beijoca,

Cris

ana de toledo disse...

Eu também adorava o Sujismundo!
As campanhas eram tão singelas, mas tão provocantes não??
Beijocas Sr. Dhotta

Jannine disse...

Eu não lembro do Sugismundo =(, desde ontem não consigo esquecer é do Menudo...kkkkkkkkk. O meu ex-Menudo preferido, Robby Rosa, atualmente Draco Rosa ganhou um gramofone no Grammy Latino.
Um cheiro.

Angela Ursa disse...

Marcos, seu blog me emociona sempre, porque relembra figuras e fatos que têm a ver com a minha infância. Adorei o tópico do Sugismundo!
Beijos floridos da Ursa :))

Oliver Pickwick disse...

Ei, Dottha! Como dizia a minha mãe: "vão pegando as suas catrevagens e arrumando-as nos seus lugares". Na verdade a linguagem era mais coloquial. Pois é, caríssimo, parafraseando a velha, vá pegar as suas [inéditas] catrevagens e postando aqui.
Um abraço!

Pati Araújo disse...

Oi Dhotta,

Adorei o novo visual...
Parabéns!!!!
Sou suspeita porque sempre adoro tudo por aqui rsrsrsrs

Beijos :)

Coisa Frágil disse...

olá Dotta,

que delicia seu blog, nossa que volta ao passado...rsrsrs...tempo bom...cheguei até aqui por indicação da Pati Araújo- muito querida.
Parabéns pelas doces lembranças que proporciona.

bjus e ótima semana p ti

Lidia Ferreira disse...

Nossa viajei , lembro que eu fiz varios cartazes do sujismundo para ser colocado nas salas de aula rsrs
caramba voce foi fundo rsrs
bjs adorei seu blog , que indico foi a Pati Araujo , sou sua nova seguidora
bjs

Coisa Frágil disse...

olá Dhotta,
Todo mês participo de uma BlogGincana(muito interessante), é uma forma de criar interações entre os blogueiros. Tem sempre tarefas a serem cumpridas...e esse mês foi sobre blogs conhecidos e são interessantes que ainda não participam da brincadeira. Coloquei o seu blog, pois é um blog muito interessante.
o link da postagem caso queira visualizar: http://coisasfrajeis.blogspot.com/2009/11/3-bloggincana.html


bjus e linda quinta feira p ti

Jôka P. disse...

Marcos, cadê você ?!
Eu vim aqui só pra lhe ver!
Marcos, cadê você ?!
Eu vim aqui só pra lhe ver!
Marcos, cadê você ?!
Eu vim aqui só pra lhe ver!
Marcos, cadê você ?!
Eu vim aqui só pra lhe ver!
Parará.... tchibum !

Gisa disse...

Nóooo que barato sua postagem, me apaixonei, certamente voltarei muitas vezes pra descobrir mais do seu espaço.

Puxa vida.. deu saudade do tempo que ficava com meus avós curtindo o cheirinho de talco rsrsrs

abs,

G I L B E R T O disse...

Dhotta

Há muito tempo não ouvia nem via o Sujismundo!

risos

Maravilha de resgatte!

Gostei demais deste teu post, meu carissimo!

ABraços, sejas feliz nesta noite e em todas as demais!

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado

Anônimo disse...

Oi interessante tópico , gostei bastante, penso que poderiamos fcar amigos de blog :) lol!
Aparte de brincadeiras chamo-me Luís, e assim como tu escrevo blogues embora o fofo do meu blog é muito distinto deste....
Eu desenvolvo blogues de poker sobre dinheiro grátis para jogar poker sem arriscares do teu bolso......
Apreciei imenso o que li aqui!