.

.

domingo, 15 de janeiro de 2012

OS KITS DE MONTAGEM DA REVELL - PURA EMOÇÃO!!!

Quando se pensava em fazer réplicas de aviões, carros famosos e veleiros maravilhosos... Ôxe! Eram unânimes as opiniões das pessoas... “Estamos falando da tradicional marca REVELL. Ora, pois!!!”. Um verdadeiro sinônimo de artemodelismo e um “distintivo” para garotos, que como eu, curtiam essa arte na infância. Essa brincadeirinha de montar, colar e pintar fez história nos anos 50, 60, 70, 80... E foi até o início dos anos 90, quando a fábrica da Revell, no Brasil, fechou as portas para sempre.
E emoção não me falta pra falar da Revell... Nossa! Eu e meu irmão fomos alucinados pela arte de plastimodelismo. Até hoje o meu irmão Camilo se diverte fazendo miniaturas de carros no seu site: www.papelmod.com.br. E quem na casa dos 50, 40 e/ou 30 anos não se lembra do prazer que era montar os modelos da Revell. Quanta paciência nós tínhamos ao unir peçinha por peçinha. Uma arte que ainda vive em nós... Basta termos tempo. E mais, já não se encontra produtos Revell com tanta facilidade. Lembro que comprávamos nas Lojas Americanas ou em qualquer outra grande loja de departamentos. Hoje, se quisermos adquirir os brinquedos da Revell... Hummm! Só em lojas especializadas ou fora do Brasil meu bem. Uma pena para todos nós e para os garotos da geração vídeo-game que, infelizmente, passarão à margem das emoções já sentidas por nós...
A empresa Revell foi fundada no ano de 1943 por Lewis H. Glaser e Jacque Fresco, lá pelos lados da Califórnia. Eles começaram produzindo brinquedos de plástico, acessórios e mobiliários para casinhas de boneca. Até então mais uma fábrica de fazer brinquedos... Simples assim. Mas a história da empresa começou a mudar no ano de 1947, quando seus proprietários decidiram produzir kits de plástico (com diversas peças) para a montagem de alguns modelos de carros da época. A idéia deu certíssimo... E o primeiro grande sucesso da empresa foi a réplica pra montar do luxuoso automóvel Maxwel (1951). Depois outros kits de carros foram lançados. Os modelos eram tão fabulosos e tão ricos nos detalhes, que pouco ficava a desejar junto aos modelos de tamanho normal.
As réplicas dos modelos (em escala 1:18) despertaram o gosto dos colecionadores pelo mundo afora, fazendo da marca REVELL uma insígnia do segmento. A partir de então a Revell começou a produzir também navios, veleiros e aviões. O primeiro modelo de navio comercializado pela REVELL foi o “USS Missouri” em 1953 (meu irmão chegou a montá-lo da década de 70). Em 1957 ganhou o mundo e abriu uma filial na Alemanha. Em 1959, adicionou a sua linha de produtos as primeiras réplicas de mísseis e foguetes. E na década de 60 a empresa lançou os kits para montar trens e locomotivas... Sempre um sucesso!
Ao longo dos anos 70 e início dos anos 80, a marca Revell já produzia mais de 90 modelos diferentes por ano. E nos mais variados segmentos (carros, motocicletas, aviões, navios, trens, helicópteros, foguetes, submarinos, bicicletas, etc.), bem como, nas mais variadas escalas de tamanho.
Réplica do Transatlântico Queen Mary (montado por meu irmão).
Esse, o Flying Cloud, eu e meu irmão trabalhamos dia e noite... Nossa! Quanto detalhe existia nesse modelo.
Meu irmão adorava montar  navios de guerra e aviões de combate... É tudo tão presente em mim. Quanta saudade!
Conseguir os catálogos com os lançamentos do ano era muito difícil para nós, que morávamos do interior, longe da capital.
Ficávamos com água na boca quando víamos todos aqueles modelos no catálogo.
Propaganda da década de 70.
E quando abríamos a caixa dos modelos Revell... Que emoção!  Esse era o conteúdo que vinha dentro: Manual de instruções, saquinhos plásticos com os kits de montagem, adesivos e algumas vezes, um pincel e um tubinho de cola (que não dava pra nada).
Mas um "verdadeiro" plastimodelista tinha o seu kit de montagem completo, tudo comprado á parte... Pincéis de vários tamanhos, estilete, palitos, lixa, cola e as famosas tintas. Ainda sinto o cheiro da cola e da tinta...
Ainda na década de 80, apesar de continuar uma marca forte no segmento, suas vendas despencaram e a REVELL acabou sendo comprada pela Monogram Models Company. Uma empresa de modelos de madeira e que durante décadas, foi uma de suas principais concorrentes. Apesar da aquisição, como o nome Revell era extremamente forte no mercado e mundialmente conhecido, ele foi mantido. A Revell continua sendo uma marca forte, mas perdeu bastante espaço para os kits de montagem japoneses. Pois é!!! Bons tempos aqueles onde eu e meu irmão juntávamos o dinheiro do lanche da escola para comprar um veleiro ou um caça da 2ª Guerra mundial. E ao longo da semana montávamos aquele brinquedo como se fosse um tesouro... E era! Um tesouro guardado para sempre em nossa memória e em nossos corações.  E mais - através dos encartes que acompanhavam os modelos - aprendemos muito de história e geografia. Saudades de nós... Dedico este post ao meu irmão Camilo Costa, que de tanto brincar com os kits da Revell, acabou virando arquiteto e agora monta tudo de verdade.

11 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Foram horas, dias semanas me divertindo com a montagem destas miniaturas. Tinha uma estante no meu quarto só para expô-las com todo o meu orgulho ... isto foi um privilégio de quem teve infância autêntica ... #fato

As Tertulías disse...

Que maravilhosa lembranca... fiquei com aquela sensacao da cola na ponta dos dedos...

Fernanda disse...

Destes não consigo lembrar, apesar de viver com três irmãos...Das duas, uma: ou eles não tiveram destes ou esconderam de mim, rsrsrs.

Abraços!

Anabela Jardim disse...

O que as crianças de hoje achariam de ganhar esses kits? Hoje só querem montar desafios pela internet ...

J.F. disse...

Dhotta, que linda lembrança! A Revell fez parte da infância/juventude de muitos de nós. É uma pena não vermos os jovens de hoje montando aqueles modelos de aviões, navios, etc. Os vídeogames e quetais acabaram dominando o espaço.
Abração.

Ana Cristina Caldatto disse...

ahh que maravilha de postagem!
Meu marido se tornou piloto graças a os maravilhosos Kits de plastimodelismo,
ele ainda cultiva o amor pelo Hobby... recentemente fotografei os kits dele... vou fazer uma postagem em breve...
Sua postagem ficou assim fantastica... com vontade de entrar na tela e pegar um kit e começar montagem...
Abraços!

José María Souza Costa disse...

CONVITE

Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, é leve e dinamico. Palpitamos sobre quase tudo, diversificamos as idéias. mas, o que vale mesmo, é a amizade que fizermos.
Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
Abraços do
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Ana Cristina Caldatto disse...

olá
sou eu de nv rsrssr
agora com dois pedidos srsrsrsr

fiz uma postagens sobre plasticos Eva
e queria saber se vc tem alguma propaganda da epoca,
outra é pedir uso da imagem do figado de bacalhau
tenho o vidro e vc a imagem da propaganda...rsrssr
darei devido credito do link para sua imagem é claro!

abraços
e amo pesquisar seu blog!

Socorro Melo disse...

Oi, Marcos!

Que maravilha esse artigo! E esse tipo de desafio, a montagem dos brinquedos, é muito benéfico, pois, proporciona o desenvolvimento de talentos, como occorreu com seu irmão, e aguça a percepção. Adorei este post.

Grande abraço
Socorro Melo

Camilo Costa disse...

Caríssimo Irmão, você me transportou para uma época tão cheia de encantos, como foi a arte de montar e admirar essas miniaturas tão cheia de detalhes. Agradeço a dedicação do post e parabéns pelo blog - tão repleto de boas lembranças. Grande abraço do seu irmão Camilo.

Jose Roberto disse...

tenho 54 anos e até hoje sou apaixonado por kits da Revell e outros. Infelizmente esta juventude de hoje não sabe o que está perdendo. Quando vi esta reportagem fiquei muito emocionado, e agradeço a Deus por fazer parte até hoje deste hobby que me sustenta nos dias atuais.
Obrigado a todos
Kiko!