.

.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

BATMAN / BRUCE WAYNE - ADAM WEST - O HOMEM MORCEGO -

O Batman/Bruce Wayne do seriado de TV (1966 - 1968) foi interpretado pelo ator Adam West. Ele não era nada musculoso como se vê nas historias em quadrinhos e nos filmes atuais... Nosso herói era visivelmente fora de forma e passava longe do atual Batman da mega-trilogia de Christopher Nolan e Christian Bale.
Mas era o Batman que tínhamos naquela época... E qual a criança que nas décadas de 60 e 70 não se encantou com esse personagem? Quem nunca brincou de Batman no quintal de casa? Duvido!!! O mais incrível foi que este personagem da série - juntamente com o Robin - conseguiu permanecer intacto em nosso imaginário até os dias de hoje. Podem surgir os mais variados tipos e estilos de "Batmans" nos dias atuais, mas o Batman do seriado da década de 60 estará eternizado - para sempre - em nossa memória.
A história era praticamente a mesma, Bruce Wayne era um milionário que vive da fortuna herdada dos pais (assassinados por bandidos numa Rua de Gothan) e dos lucros obtidos pelas Empresas Wayne, uma grande empresa no ramo da tecnologia de ponta. Wayne também é conhecido por suas contribuições para caridade, especialmente através da Fundação Wayne, fundação dedicada a ajudar vítimas de crimes e prevenir que pessoas tornem-se criminosas.
Daí o milionário Bruce Wayne guarda seu segredo muito bem, e apenas "algumas" pessoas sabem que ele é o Batman (ou que o Batman é ele, se assim preferir). 
Bom, nosso herói era assim mesmo e pronto. Meio barrigudinho, apertado naquele colante cinza, disfarçando os pneuzinhos com um cinto amarelo-canário e um cuecão de couro beirando o umbigo. Sem falar na máscara com as sobrancelhas delineadíssimas... Independente de tudo isso, era o nosso Batman.  
O Batman do seriado era muito correto. Ele não fumava, não bebia, não ultrapassava sinal fechado, não deixava lixo na rua e chegava até a pedir desculpas ao guarda quando estacionava em algum lugar inconveniente... Tudo dentro da lei.
Mas, pensando bem, a vida de um super herói não é nada fácil, pois além de ter que ser politicamente correto, não ganhar absolutamente nada por seus atos benevolentes, ainda tem que correr risco de vida. “Santa resignação, Batman!”
O que eu gostava no Batman do seriado era que ele era meio canastrão e todo "malamanhado". As cenas de luta (na época) me convenciam completamente... Eu juro que acreditava naqueles socos e pontapés devidamente ensaiadinhos. Jarros na cabeça, murros no estômago, cadeirada nas costas... Sem falar na sonoplastia legendada com Pows! Pofs! Craws! Eu vibrava com tudo. E o que é pior, tentava imitar o Batman o tempo todo. 
O lado engraçado do personagem me divertia muito... Principalmente quando ele usava os "battrecos" e as geringonças mega /ultra/ modernas para época. 
O Batman de Adam West era intencionalmente cômico, alegre, colorido... Tinha sol e não aquele ar sombrio dos filmes atuais.  
No entanto... Faltava-lhe sorte com as mulheres. Ao longo das três temporadas Batman não pegou ninguém.   Só pegava bandido e prendia. Há quem diga que ele pegava o Menino Prodígio... Não acredito!
Sim, e o lado sensível do Batman? No seriado ele chorava também. Quem foi que disse que o Batman não chora?
O nosso herói ficava todo errado quando o assunto era mulher... "Santa timidez, Batman!"
O ator Adam West está hoje com 84 anos e ainda marca presença nos eventos alusivos à serie. Quero deixar aqui meu agradecimento ao Batman do Adam West por ter promovido um  passado ainda tão presente em mim.

6 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

eu já não era criança mas sim um adolescente por tanto foi sem dúvida a minha primeira paixão na TV ... paixão plena e absoluta ... sonhava e tinha orgasmos literais com o Batman ... este Batman aí ...

qto ao Robim morria de ciúmes dele ... OMG!

bjão

As Tertulías disse...

Acabei de ler as tres bat-postagens: Batman, Robbin & Bat-Girl.
Adorei.
me lembrei da minha infancia e
...sim,
voce tem razao.
O nosso Batman era mais humorado, tinha mais sol... nao era a persona sombria dos filmes de hoje!
Valeu!

Ivana Lucena disse...

Eu assistia a esses filmes do Batman na televisão da casa de um amigo. Aliás, a sala dele ficava igual a uma sala de cinema, cheia de meninos e meninas sentados no chão. Acho que era a única televisão da cidade. Boas lembranças. Erámos muito felizes assim mesmo. rsrsrs bjs

Marcelo Bonavides de Castro disse...

Olá meu caro!
Indiquei seu Blog para receber um selo.
Só ir em meu blog, pegar e ver a brincadeira.
Abração!

Fernanda disse...

Eita, adorei a postagem! Viajei para um tempo em que a espera para assistir a um filme na TV tinha um sabor especial...

J.F. disse...

Alô, Marcos.
Mais uma linda postagem (aliás, série de postagens). Parabéns e obrigado por nos trazer essas memórias.
Boas Festas e um 2013 com muita paz, saúde, realizações, sucessos.
Abração.